Três atividades para equilibrar e manter uma vida ativa quando se tem a doença de Parkinson

Um dos principais desafios que um paciente experimenta ao apresentar sintomas e a condição de Parkinson são as mudanças nas rotinas e atividades diárias. Isso leva a uma deterioração da qualidade de vida e uma queda no estado emocional da pessoa. Para combater e reduzir essa deterioração física e mental, é importante orientar nossos hobbies e permanecer ativo.
Conforme recomendado pela Parkinson’s Foundation, é importante que os pacientes comecem a separar tempo para suas atividades e organizá-las em horários que não interfiram em seu tratamento. Também é aconselhável aprender a realizar exercícios de alongamento que nos ajudam a ter menos fadiga muscular; e, conjuntamente, equilibre o tempo de descanso e a atividade realizada para não forçar o corpo.

Outras recomendações também incluem atividades em grupo para nos manter motivados e acompanhados. Também variar as atividades realizadas de acordo com a sua preferência, tanto as atividades físicas quanto as mentais. Dessa maneira, manteremos o equilíbrio em torno do que fazemos, mantendo uma vida plena.
Por esse motivo, apresentamos algumas das atividades que podem nos ajudar nesse objetivo de manter nossa qualidade de vida.

Noites de jantares especiais

Ao iniciar um tratamento de controle de Parkinson, um dos aspectos que mudam consideravelmente é a nossa dieta. No passado, comentamos algumas das práticas que podem nos ajudar a viver uma dieta mais variada e gentil com o nosso corpo. No entanto, isso não significa que temos que ficar em casa e não podemos desfrutar de um bom restaurante ou refeição especial de tempos em tempos.
Por esse motivo, uma das atividades que podemos realizar por semana é ir com o nosso parceiro, com a família ou com os amigos para um jantar especial. Desta forma, podemos ter bons momentos e quebrar a rotina de vez em quando.
Durante esses jantares, podemos solicitar ajuda ao atendente para que o cozinheiro adapte a comida às nossas necessidades. Se a condição for um pouco mais avançada, é importante lembrar algumas recomendações anteriores, como ingerir alimentos de consistência semelhante, comer carnes macias ou moídas, beber líquidos um pouco mais espessos (como sorvetes e batidos), comer alimentos integrais e misturas homogêneas para evitar a possibilidade de se engasgar com alguns alimentos.

Caminhadas pela natureza

Os exercícios físicos sempre serão bons para o controle de doenças, fortalecimento corporal e prevenção e redução de sintomas. No entanto, nem todos os exercícios precisam ser muito exigentes para o corpo. Um dos melhores exercícios para quebrar a rotina, exercitar-se e desfrutar da companhia podem ser as caminhadas.
Com muitas opções de trajetos em todo o país, caminhar é uma atividade destinada a diferentes grupos de pessoas; será mais fácil encontrar um grupo em cujo ritmo você possa se adaptar e se divertir. Muitos desses grupos já possuem especialistas que serão responsáveis por regular a dieta do grupo e ter controle sobre as situações. No entanto, lembre-se de trazer opções de comida que atendam às suas necessidades e às recomendações acima.
A coisa mais marcante sobre esses passeios é que você se permite conhecer mais os arredores da cidade, viajar, conhecer novas pessoas e aproveitar o tempo longe do estresse da cidade. Se você também pode harmonizar com viagens fora da cidade ou do país, melhor ainda.

Uma atividade criativa

A arte é um meio pelo qual podemos transmitir nossas emoções, pensamentos e energias. Através da arte, podemos nos comunicar e conhecer novos elementos sobre o mundo. É uma das ferramentas que podem guiar nossos sentimentos e nos dar motivação e positividade.
Artes como pintura, escrita e fotografia são excelentes opções para manter ativo esse lado criativo e sentimental do corpo. É uma fuga mental que nos ajuda a meditar, relaxar e dar diversidade às nossas vidas. Além disso, são meios que se adaptam constantemente às nossas condições e limitações, ajudando-nos a estar mais conscientes do nosso corpo e a tirar o máximo proveito dele.
As atividades artísticas também permitem a criação de grupos onde a discussão e a análise promovem o desenvolvimento, a observação e a expansão de visões sobre o mundo. Lugares onde podemos compartilhar e conscientizar sobre o que sentimos e o que acontece em nossas vidas.
Esperamos que essas dicas sejam muito úteis para todos. É importante sempre consultar com os médicos que nos acompanham para orientar essas atividades de forma que elas não afetem nossa qualidade de vida ou regime de tratamento.