Estágios do Parkinson

Estágios do Parkinson

Assim como outras doenças progressivas, o Parkinson é categorizado em diferentes estágios. Cada um deles explica o desenvolvimento da doença e os sintomas que um paciente está enfrentando. O sistema de estadiamento mais utilizado é o sistema Hoehn e Yahr, que concentra quase que exclusivamente nos sintomas motores.

Leia Mais

Falando de parkinson no trabalho

Falando sobre o Parkinson no trabalho

O caminho de cada pessoa diagnosticada com Parkinson é único. Alguns recebem a notícia e conseguem absorver tranquilamente, enquanto outros sentem mais dificuldade. Esse comportamento é o mesmo quando chega o momento de falar sobre o assunto no trabalho.

Leia Mais

Qualidade de Vida

Qualidade de vida na doença de Parkinson

Com a progressão da doença de Parkinson (DP), os sintomas motores e não-motores começam a afetar as atividades diárias dos pacientes, interferindo diretamente no bem-estar de cada indivíduo. “No decorrer da progressão da doença pode ocorrer um impacto considerável na qualidade de vida e no funcionamento psicológico e social”, comenta Dra. Lorena Broseghini.

Leia Mais

Distúrbios do Sono

Distúrbios do sono podem indicar futuras doenças cerebrais

Uma nova pesquisa se baseou em identificar as relações entre distúrbios do sono e as doenças neurodegenerativas, incluindo a doença de Parkinson. O Dr. John Peever, da Universidade de Toronto, explicou como sua equipe descobriu que o movimento rápido dos olhos (conhecido como REM*) enquanto você está dormindo pode ser um indicador de futuras doenças neurológicas.

Leia Mais

Discinesia

Tudo o que você precisa saber sobre a discinesia

Inicialmente, os tratamentos para o Parkinson podem funcionar muito bem, mas ao longo do tempo podem surgir efeitos colaterais. Se você estiver tomando medicamentos por algum tempo, você pode experimentar “desgaste” ou flutuações motoras. A discinesia faz parte desse grupo de efeitos colaterais, que são geralmente considerados como sintomas, mas são de fato resultados dos medicamentos.

Leia Mais

Comunidade

Uma comunidade criada para ajudar você

A nossa comunidade foi criada para ajudar você: paciente, familiar, cuidador, amigo. Por isso, desenvolvemos conteúdos e campanhas exclusivas!

São vídeos, áudios, notícias e conteúdos interativos para você explorar, compartilhar e descobrir informações práticas desde os primeiros sintomas da doença, passando pelo bem-estar do dia-a-dia e conselhos sobre como levar uma vida plena com o Parkinson, até as opções de tratamentos avançadas.

Leia Mais

Nova pesquisa sugere que Parkinson poderia nascer no intestino

Nos últimos anos, os pesquisadores estão estudando a idéia de que o Parkinson se origina no intestino. A investigação está relacionada com a alfa-sinucleína, uma proteína nuclear e sináptica presente no cérebro de pacientes com a doença, que também é encontrada no intestino. Os cientistas têm se reunido para descobrir as diferenças entre o comportamento das bactérias intestinais em pessoas diagnosticadas com Parkinson, em comparação com pessoas que não têm a condição.

Leia Mais

Não pare de se movimentar

Os recentes avanços no tratamento da doença de Parkinson, tais como a estimulação cerebral profunda, permitem que a qualidade de vida do paciente seja muito melhor do que anos atrás. Diferentes tratamentos são capazes de reduzir muitos dos problemas e sintomas como tremor, rigidez muscular e dificuldade de movimentos e coordenação. A atividade física é um complemento para essas terapias.

Leia Mais

Tratamento com DBS

Pacientes com Parkinson têm dificuldade em realizar atividades diárias simples: trabalhar, fazer compras, viajar de carro ou ir ao cinema, por conta dos sintomas motores da doença. Além disso, há também os sintomas não motores, como depressão e problemas no sono. O Parkinson é uma doença neurodegenerativa que leva a mudanças progressivas nos movimentos e rigidez, entre outros sintomas.

Leia Mais

Importância de uma boa alimentação

A importância de uma boa alimentação

Os efeitos colaterais do tratamento e os sintomas da própria doença de Parkinson podem interferir e dificultar a sua alimentação, por isso é fundamental adaptar a sua rotina alimentar com o objetivo de superar esses obstáculos. Uma boa alimentação não cura ou diminui a progressão da doença, porém, uma dieta saudável pode ajudar a melhorar a qualidade de vida  das pessoas com a condição e aliviar alguns sintomas comuns.

Leia Mais