Não pare de se movimentar

Os recentes avanços no tratamento da doença de Parkinson, tais como a estimulação cerebral profunda, permitem que a qualidade de vida do paciente seja muito melhor do que anos atrás. Diferentes tratamentos são capazes de reduzir muitos dos problemas e sintomas como tremor, rigidez muscular e dificuldade de movimentos e coordenação. A atividade física é um complemento para essas terapias.

Leia Mais

Tratamento com DBS

Pacientes com Parkinson têm dificuldade em realizar atividades diárias simples: trabalhar, fazer compras, viajar de carro ou ir ao cinema, por conta dos sintomas motores da doença. Além disso, há também os sintomas não motores, como depressão e problemas no sono. O Parkinson é uma doença neurodegenerativa que leva a mudanças progressivas nos movimentos e rigidez, entre outros sintomas.

Leia Mais

Importância de uma boa alimentação

A importância de uma boa alimentação

Os efeitos colaterais do tratamento e os sintomas da própria doença de Parkinson podem interferir e dificultar a sua alimentação, por isso é fundamental adaptar a sua rotina alimentar com o objetivo de superar esses obstáculos. Uma boa alimentação não cura ou diminui a progressão da doença, porém, uma dieta saudável pode ajudar a melhorar a qualidade de vida  das pessoas com a condição e aliviar alguns sintomas comuns.

Leia Mais

Acunpuntura

Acupuntura para combater o Parkinson

Algumas terapias alternativas têm mais ou menos evidência científica, mas mais do que uma opção, são medidas que complementam o trabalho médico no tratamento do Parkinson. No caso da acupuntura, uma técnica terapêutica na medicina tradicional chinesa, estudos sugerem que pode ajudar a melhorar alguns sintomas motores e não motores.

Leia Mais