Importância de uma boa alimentação

A importância de uma boa alimentação

Os efeitos colaterais do tratamento e os sintomas da própria doença de Parkinson podem interferir e dificultar a sua alimentação, por isso é fundamental adaptar a sua rotina alimentar com o objetivo de superar esses obstáculos. Uma boa alimentação não cura ou diminui a progressão da doença, porém, uma dieta saudável pode ajudar a melhorar a qualidade de vida  das pessoas com a condição e aliviar alguns sintomas comuns.

Mantenha uma alimentação balanceada e variada, que conta com alimentos como frutas, vegetais, carnes e cereais. Essa varidade irá ajudá-lo a obter energia, proteínas, vitaminas, minerais e fibras que você precisa para ter uma boa saúde. E não deixe de fazer nenhuma refeição durante o dia.

Temos algumas dicas que você pode usar como base para melhorar sua alimentação. Mas lembre-se que todas as orientações adequadas e adaptadas para o seu caso devem ser feitas por nutricionistas especializados, por isso converse com o seu médico para buscar uma indicação.

  • Beba uma quantidade adequada de líquidos, mas evite bebidas ricas em cafeína e açúcar para não atrapalhar o sono;
  • Grãos integrais são uma ótima escolha, pois eles contêm fibras que ajudam a controlar a constipação, glicemia, pressão arterial, colesterol e doenças cardíacas;
  • Inclua frutas e legumes nas refeições, pois eles fornecem antioxidantes, minerais e vitaminas que nutrem e suportam os músculos, o sistema nervoso e os órgãos do corpo;
  • Coma alimentos ricos em cálcio, pois ajudam a manter os ossos fortes e prevenir fraturas;
  • Coma pequenas porções de alimentos com proteína para manter o sistema muscular saudável;
  • Evite uma grande quantidade de alimentos que contêm excesso de calorias (como industrializados, com muito açúcar ou sal), para não ganhar muito peso, o que pode dificultar os movimentos.

Agora aproveite todas essas dicas e compartilhe com seu cuidador e familiares para que a próxima ida ao supermercado seja pensando em um cardápio ideal.

E para complementar a sua dieta e melhorar ainda mais o seu dia a dia, não deixe de praticar atividades físicas também. Os músculos tonificados e saudáveis ajudam a manter o equilíbrio e a força!

Fontes:
http://www.parkinson.org.br/firefox/index.html
http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/parkinsons-disease/basics/lifestyle-home-remedies/con-20028488
http://www.parkinson.org/understanding-parkinsons/living-well/nutrition

Comments 8

  1. Estou adorando as dicas, pois tenho minha mãe com essa doença e quero vê-la feliz e saudável. Gostaria de saber pq as pessoas com parkson ficam tão inquietas e têm tantas alucinacoes , vivem vendo pessoas ao seu redor. É normal .

      1. Estou gostando demais da matéria, pois tenho meu marido com Parkinson e o mesmo tem muita dificuldade em aceitar.
        Ele já fez a Cirurgia para colocar os eletrodos, mas infelizmente não deu certo, pois o mesmo teve um sangrento e ficou muito mal, entre a vida é a morte.
        Hoje além do Parkinson, tem também, convulsões é bipolar, enfim acarretou uma reviravolta nas nossas vidas.
        Ele quem resolvia tudo de casa, hoje além de cuidar dele, tenho que cuidar de tudo da casa e da nossa vida.
        Apesar dos pesares estamos sobrevivendo…
        Gostaria de saber de vocês a respeito do CANABIDIOL, existe médico que faz o receituário da medição e se já podemos ter acesso ao mesmo???
        Muito obrigada!
        Rosália.

        1. Boa tarde, Rosália. Como vai? Criamos essa comunidade para dar apoio aos pacientes, familiares, amigos e cuidadores, e esperamos poder continuar ajudando você. Obrigado por nos escrever e lamentamos que a cirurgia não tenha ajudado o seu marido. Com relação a sua dúvida, não podemos recomendar ou dar indicações de compra de medicamentos, sejam naturais ou não, mas aconselhamos que você converse com o neurologista do seu marido para esclarecer. Sempre que precisar, estamos à disposição.

  2. Pingback: Mitos e Verdades sobre a doença de Parkinson - Parkinson e Eu

  3. Meu irmão tem problema neurológico desde 2013 mas tem problemas de bloqueio emocional desde sua adolescência em relação ao pai teve que sair de casa muito cedo teve dois relacionamentos que não foram felizes deixando a filha de 4 anos e no outro conviveu 25 anos aonde tem um rapaz de 24 anos e ex-esposa o entrega pra mãe que está com 87 anos é isto afetou muito no seu emocional. Por isso tudo que passou reflete no emocional muito e seus filhos não são tão presentes. Tem ido a Terapia Constelação Familiar que está sendo muito importante pra trabalhar seus conflitos e por isso que as vezes acho que os remédios que toma pra Parkinson o prejudica aonde já pedi a Neurologista se pode trocar mas devido ao comportamento ela disse que falta Dopamina no cérebro.

    1. Boa tarde, Heloisa. Como vai? Obrigado por nos procurar. Somos uma comunidade digital, por isso não temos endereço físico. Porém, temos uma equipe pronta para tirar suas dúvidas por aqui ou pelo telefone (11) 4431-6113 (ligação gratuita). E se você precisa de ajuda para encontrar um neurologista especializado em distúrbios de movimento, preencha o seguinte formulário: http://parkinsoneeu.com/recupere-sua-vida. Sempre que precisar, estamos à disposição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *