Dicas para cozinhar facilmente, apesar do Parkinson

Anteriormente, falamos aqui no blog sobre a importância de manter uma dieta saudável para os pacientes de Parkinson. Sem dúvida, a melhor maneira de preservar a alimentação começa em casa. Porém, os sintomas da própria doença podem tornar o momento de cozinhar um desafio e, para muitas pessoas, pode até ser bem desgastante.

Encontramos uma série de dicas que podem fazer a hora de cozinhar muito mais fácil. Assim, você pode manter a sua dieta e continuar no seu caminho para o tratamento ideal.

Confira as dicas:
  • Reúna tudo que você precisa e coloque em um lugar antes de começar a preparar a comida;
  • Se for mais confortável, sente em uma cadeira que tenha uma altura ideal para que você possa manusear os alimentos no balcão ou fogão da sua cozinha;
  • Tome todas as precauções e organize a sua cozinha para tornar o acesso mais fácil possível;
  • Você pode usar luvas resistentes ao corte, para evitar acidentes com facas;
  • Use utensílios que sejam fáceis de manusear, leves e com boa aderência. Ao escolher os utensílios, recomendamos que identifique os objetos menos pesados e que serão menos cansativos de utilizar;
  • Escolha receitas que não exijam que você cozinhe duas coisas ao mesmo tempo e que permitam que você concentre sua atenção em uma coisa de cada vez. É muito comum os pacientes de Parkinson terem dificuldade para realizar várias tarefas simultaneamente;
  • Congele porções extras para comer em outros dias que você não estiver apto para cozinhar. Os sintomas da doença de Parkinson geralmente variam de um dia para o outro, por isso é útil ter refeições rápidas disponíveis.
  • Aprenda mais: